Uma grande dúvida que ronda o mundo das Empresas Juniores, tanto por parte dos clientes como de todo empresário júnior quando está no começo da sua caminhada é: qual o preço atribuído ao serviço de uma EJ? E como é feita essa atribuição? Primeiramente, levando em consideração que se trata de uma EJ, uma empresa sem fins lucrativos, o valor do que oferta deve será inferior ao mercado tradicional.

Em seguida, há o planejamento de alguns passos! Pra concluir determinado projeto, que tipo etapas a EJ terá que percorrer? O que é necessário fazer em cada etapa? Quanto tempo será gasto? Quantos membros serão alocados? Tudo isso são fatores que influenciaram no preço final do serviço.

Essas são perguntas, extremamente importantes, que o empresário júnior deve fazer antes de definir o valor monetário do seu produto.

Em posse das respostas, chegou a hora de definir o preço final. Observe que falamos em etapas, tempo e membros. Cada etapa vai precisar de x horas e y membros para ser finalizada. Sabendo disso, baseado numa porcentagem inferior ao mercado tradicional, é definido o valor do homem-hora. Ainda há a verificação se a EJ terá custos extras com consultorias ou documentações. No final, a soma de tudo dará o valor do serviço.